comece agora a restituição do inss retido na nf e coloque dinheiro no caixa!

SEPARE A DOCUMENTAÇÃO

O início do processo de restituição de INSS retido em nota fiscal (Lei 9711/98) começa com a apuração dos créditos.

Receba o valor na conta

A conclusão e o deferimento do processo possibilita a devolução dos créditos de INSS retido em conta corrente da empresa.

base legal e jurisprudência

Trabalhamos com uma ampla base legal e jurisprudência, possibilitando que nossos clientes tenham êxito no processo.

créditos corrigidos

Os valores restituídos de INSS retido em NF são corrigidos pela Selic e depositados pela Receita Federal diretamente na conta.

+ 0
Empresas Atendidas em todo o Brasil
+ 0
Milhões em Créditos Recuperados
0
Meses em média para o crédito em conta

comece agora a recuperar o inss retido na nota fiscal com base na lei 9711/98

A Restituição de INSS Retido na Nota Fiscal só é válido para a empresa prestadora de serviços que sofreu retenção de contribuições previdenciárias na nota fiscal, fatura ou recibo de prestação de serviços, conforme previsto nos arts. 17 a 19 da IN RFB nº 1.300/2012.

O contribuinte poderá compensar em folha de pagamento o valor retido quando houver recolhimento das contribuições devidas à Previdência Social, desde que a retenção esteja destacada na nota fiscal, na fatura ou no recibo de prestação de serviços e declarada em SEFIP/GFIP. 

Acontece que muitas empresas acabam não optando pela compensação dos valores retidos, ou quando compensados acabam restando saldos que poderão ser restituídos (Restituição de INSS Retido) diretamente na conta bancária da empresa dos valores não compensados, corrigidos.

Na falta de destaque do valor da retenção na nota fiscal, fatura ou recibo de prestação de serviços, a empresa contratada somente poderá receber a restituição pleiteada se comprovar o recolhimento do valor retido pela empresa contratante.

Mas não se preocupe… Estamos aqui para ajudar você a recuperar o INSS Retido na NF.

Consultoria

pagamento somente no êxito do processo

perguntas frequentes

O pedido de restituição de INSS retido é realizado com toda nossa assessoria – somos uma equipe formada por profissionais com mais de 30 anos na área contábil e judicial. Realizamos toda a apuração e protocolamos o processo administrativo junto a Receita Federal por meio do PERD/COMP.

Nossos casos atendidos levaram em média 8 a 12 meses para serem creditados. Além de fazer o processo corretamente, o que evita atrasos, nós nos baseamos no art. 24 da lei nº 11457/2007, que prevê que obrigatoriedade da decisão administrativa no prazo máximo de 360 dias a contar do protocolo de petições, defesas ou recursos administrativos do contribuinte.

As empresas prestadoras de serviços com cessão de mão de obra e construtoras civis podem solicitar a restituição do INSS retido em nota fiscal (Lei 9711/98). No geral, são empresas que sofrem a retenção de INSS no pagamento da Nota Fiscal (11% ou 3,5%). 

I – limpeza, conservação ou zeladoria, que se constituam em varrição, lavagem, enceramento, desinfecção, desentupimento, dedetização ou em outros serviços destinados a manter a higiene, o asseio ou a conservação de praias, jardins, rodovias, monumentos, edificações, instalações, dependências, logradouros, vias públicas, pátios ou de áreas de uso comum;

II – vigilância ou segurança, que tenham por finalidade a garantia da integridade física de pessoas ou a preservação de bens patrimoniais;

III – construção civil, que envolvam a construção, a demolição, a reforma ou o acréscimo de edificações ou de qualquer benfeitoria agregada ao solo ou ao subsolo ou obras complementares que se integrem a esse conjunto, tais como a reparação de jardins ou passeios, a colocação de grades ou de instrumentos de recreação, de urbanização ou de sinalização de rodovias ou de vias públicas;

IV – natureza rural, que se constituam em desmatamento, lenhamento, aração ou gradeamento, capina, colocação ou reparação de cercas, irrigação, adubação, controle de pragas ou de ervas daninhas, plantio, colheita, lavagem, limpeza, manejo de animais, tosquia, inseminação, castração, marcação, ordenhamento, embalagem ou extração de produtos de origem animal ou vegetal, bem como a industrialização rudimentar;

V – digitação, que compreendam a inserção de dados em meio informatizado por operação de teclados ou de similares;

VI – preparação de dados para processamento, executados com vistas a viabilizar ou a facilitar o processamento de informações, tais como o escaneamento manual ou a leitura ótica.

Para iniciar a análise dos créditos, vamos precisar das notas fiscais, das rubricas da GFIP, do relatório de compensação da LEI 9711/98 utilizado na GFIP/SEFIP, bem como dos contratos de prestação de serviços. Para saber toda a documentação necessária, entre em contato conosco.

O direito de pleitear a restituição extingue-se em cinco anos contados do dia seguinte ao vencimento para recolhimento da retenção efetuada com base na nota fiscal, fatura ou recibo de prestação de serviços. Logo, se você não entrar com o pedido o quanto antes, você simplesmente perde o direito. A Receita Federal tem prazo de até 10 anos para analisar os pedidos, o que para muitos empresários pode ser um fiasco.

Sobre Nós

Restituição INSS é parte integrante de um grupo de mídia e assessoria empresarial. Fundado por Hans Misfeldt, já ajudou centenas de empresas e profissionais da área em parceria com contadores e advogados. 

Nossa missão

Compartilhar informações relevantes para o máximo de pessoas possível e ajudar empresas a recuperarem créditos tributários o quanto antes, dando fôlego para as empresas realizarem investimentos e gerarem empregos.

Contato

1
Estou online no whatsapp!!!
Olá! Estou online! Como eu posso te ajudar?